Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, IV CONECE

Tamanho da fonte: 
MUNDIALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONSIDERAÇÕES NECESSÁRIAS EM TEMPOS DE CRISE ESTRUTURAL DO CAPITAL
Melina Silva Alves

Última alteração: 2012-11-13

Resumo


Este artigo tem por objetivo apresentar os nexos entre Formação de Professores e Crise do Capital, expondo como a especificidade da formação de professores articula-se ao projeto de mundialização da educação de modo geral. A partir do debate teórico, demonstramos como a formação de professores provavelmente está determinada, em uma de suas instâncias, pelas mediações do projeto de mundialização da educação e é utilizada como alternativa do capital a dar sobrevida à sua própria crise estrutural. Concluímos, ao final, que a direção dada pelas políticas de mundialização da educação para a formação de professores corrobora com o desenvolvimento de problemáticas recorrentes neste campo e, que tais problemáticas podem vir a ser superadas através da materialização de uma proposta pedagógica centrada em uma formação para a transição.

Palavras-chave


Crise do Capital; Mundialização da Educação; Formação de Professores

Referências


DELORS, Jaques. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para Unesco da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. 10ed. São Paulo: Cortez; Brasília: MEC: Unesco, 2006.

FREITAS, Helena Costa Lopes de. O trabalho como princípio articulador na prática de ensino e nos estágios. Campinas, SP: Papirus, 2007.

GENTILLI, Pablo. Três teses sobre a relação Trabalho e Educação em tempos Neoliberais. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Demerval; SANFELICE, José Luís (orgs). Capitalismo, Trabalho e Educação. Campinas: Autores Associados, 2002.

HAYEK, Friedrich August von. O caminho da Servidão. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1990.

LACKS, Solange. Formação de Professores: a possibilidade da Prática como Articuladora do conhecimento. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2004. 276 p.

MARTINS, Lígia Márcia. Da formação Humana em Marx à Crítica da Pedagogia das Competências. In: DUARTE, Newton (Org). Crítica ao Fetichismo da Individualidade. Campinas: Autores Associados, 2004.

MARX, Karl. O Capital. Crítica da Economia Política. Livro I. Volume 1. O Processo de Produção do Capital. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

MELO, Adriana Almeida Sales de. A Mundialização da Educação. Maceió: Edufal, 2004.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo, 2009.

MORAES, Maria Célia Marcondes de e TORRIGLIA, Patrícia Laura. Sentidos do Ser Docente e da construção do seu conhecimento. In: MORAES, Maria Célia Marcondes de; SHIROMA, Eneida Oto e TORRIGLIA, Patrícia Laura (orgs). Iluminismo às Avessas. Rio de Janeiro: DP & A, 2003.

MORAES, Maria Célia Marcondes de; SHIROMA, Eneida Oto e TORRIGLIA, Patrícia Laura. Política Educacional. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

RODRIGUES, Raquel Cruz Freire. O estágio supervisionado no curso de educação física da UEFS: realidade e possibilidades. Dissertação (Mestrado em Educação) Faculdade de Educação. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2007. 105 p.

SANTOS JUNIOR, Cláudio de Lira. A Formação de Professores Em Educação Física: a Mediação dos Parâmetros Teórico-Metodológicos. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2005. 194p.

TAFFAREL e outros. Uma proposição de Diretriz Curricular para a Formação de Professores de Educação Física. In: TAFFAREL, Celi Nelza Zülke e HILDEBRANT-STRAMANN (orgs). Currículo e Educação Física: Formação de Professores e Práticas Pedagógicas nas Escolas. Ijuí: Unijuí, 2007.

TROTSKY, Leon. Programa de transição. In: O programa de revolução. Nova Palavra: São Paulo, 2009.

DB Error: Lost connection to MySQL server during query

DB Error: MySQL server has gone away