Sistema Online de Apoio a Congressos do CBCE, XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Congresso Internacional de Ciências do Esporte

Tamanho da fonte: 
AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E A NORMALIZAÇÃO DO GÊNERO E DA SEXUALIDADE NO INTERIOR BAIANO
Priscila Gomes Dornelles

Última alteração: 2013-06-23

Resumo


Este trabalho apresenta um recorte de uma pesquisa de doutorado e tem como objetivo problematizar as práticas pedagógicas da Educação Física escolar no trato com a sexualidade. Discuto que tais procedimentos acionariam um processo contínuo de (hetero)normalização dos corpos na escola. A partir dos estudos feministas e da teoria queer, investi nos conceitos de norma, gênero e heteronormatividade para analisar as pedagogias desta disciplina. Realizei entrevistas e um grupo focal com docentes que ministravam aulas na educação básica em escolas públicas do interior baiano. As análises me permitiram apresentar as feiras e/ou seminários interdisciplinares anuais e a avaliação diferenciada por sexo como práticas pedagógicas que funcionam nas tramas do gênero na Educação Física escolar.

Palavras-chave


Educação Física escolar; gênero; sexualidade.

Texto completo: PDF